A Águas de Bombinhas aproveita a chegada da temporada de verão para intensificar as fiscalizações nas redes de esgoto da cidade. Até o momento, cerca de 10 ruas já passaram pela fiscalização e, somente neste trajeto, foram identificadas 14 irregularidades de clientes – um número bastante alto para o município. As ligações clandestinas são prejudiciais para o meio ambiente, o turismo, e também para a comunidade, pois podem causar extravazamentos e entupimentos na rede.

As irregularidades podem ser bastante variadas, como ligações de drenagem pluvial direto na rede de esgoto, ligações de esgoto clandestinas diretamente na rede de drenagem, ligações não cadastradas (ou seja, não contabilizadas no sistema) e por fim, ligações inadequadas sem a caixa de gordura – principalmente de estabelecimentos comerciais.

A Águas de Bombinhas vem realizando as fiscalizações com o auxílio do insuflador de fumaça e do azul de metileno, conforme explica o coordenador de operações, Jader Milanez dos Santos.

“Posicionamos o insuflador de fumaça no poço de vistoria e observamos em quais locais a fumaça irá sair. Seguindo seu trajeto, conseguimos descobrir onde está a irregularidade”, explica. Já o azul de metileno é utilizado de forma semelhante. O produto é despejado na rede da rua, ou na propriedade do cliente, e conforme o fluxo é possível identificar as ligações ou pontos de lançamentos irregulares.

“Conseguimos identificar diferentes irregularidades, como esgoto lançado diretamente na drenagem, bueiros de casas ligados nas fossas e restaurantes sem caixa de gordura”, completa ele. O objetivo das equipes é de intensificar a vistoria durante a temporada, “pois é neste período em que os veranistas estão nas casas e podemos identificar novas irregularidades”, completa.

Como regularizar? 

O trabalho de fiscalização da Águas de Bombinhas acontece em parceria com a prefeitura municipal. As equipes da concessionária realizam a fiscalização inicial e, logo após, é enviada uma carta para prefeitura – desta forma a equipe responsável realiza as vistorias e notificações, solicitando as adequações necessárias para o proprietário.

Após a notificação, o cliente tem o prazo de 15 dias para se adequar e apresentar uma resposta ao atendimento. Passado este prazo, a Águas de Bombinhas faz uma nova vistoria ao local. Caso o cliente não tenha se adequado, pode ser multado de acordo com o regulamento de serviços. O valor virá em sua próxima fatura. Vale lembrar que as ligações irregulares e inadimplentes poderão ter o serviço suspenso, se não cumprido o prazo proposto para regularização.

Conforme o supervisor de operações da Águas de Bombinhas, Claudinei Dumke, os clientes precisam se atentar ao projetar e ligar toda a parte de esgoto da casa. Em uma ligação correta, “a pia da cozinha deve conter uma caixa de gordura, e a água proveniente do telhado deve ir para drenagem pluvial”, encerra ele.